Descubra mais positividade

Tags

Quando chega o momento de partir...

Recentemente perdi meu pai! Infelizmente nos deixou em fevereiro deste ano!

Estava muito doente! Ficou hospitalizado por meses.

Entendo com muita clareza que o restabelecimento de sua saúde era impossível, porém quando o médico nos chamou e nos disse que o quadro era irreversível parece que algo dentro de mim teimava em dizer o contrário!

Difícil acreditar que uma pessoa tão trabalhadora, tão de bem com a vida estaria prestes a nos deixar.

A verdade é que é assim mesmo que acontece...todos os dias alguém chega e alguém parte. De uma hora para a outra, tudo pode mudar. Há um ciclo a ser cumprido, há sempre um início, um meio, mas também um fim...

É como se a vida fosse um enorme terminal rodoviário com chegadas e partidas o tempo todo!

Diante da tão temida morte nos rendemos! Diante dela percebemos que desperdiçamos tempo demais com bobeiras, intrigas e pecoinhas. Percebemos que nos vitimizamos, nos lamentamos demais e o pior de tudo, percebemos que muitas vezes perdemos o sono e a nossa tranquilidade por causa de bens materiais...

E quando partimos, não levamos nenhuma de nossas posses!!! Levamos apenas as experiências vividas neste planeta, os estudos realizados, os sentimentos...

Hoje, depois do que aconteceu, tenho procurado viver de forma mais leve. Se tenho vontade de ligar para uma pessoa, eu paro tudo e ligo. Valorizo ainda mais meus amigos!

Também tenho procurado visitar mais meus familiares.

Parei de postergar algumas coisas. Decidi agir.

Comecei a fazer alguns cursos e finalmente voltei a fazer minha dieta com muita disciplina, porque para nós que aqui ficamos o que resta?

As boas lembranças, o amor e o carinho que temos com aquele que partiu, seus ensinamentos, suas melhores risadas, enfim tudo aquilo que aquece o nosso coração!

O choro será inevitável é bem verdade, porque a saudade é sempre grande, entretanto que este choro não seja de desespero! Que seja um choro cheio de discernimento e resignação, que lave a alma e traga alívio.

Que sejam lágrimas benditas e que tenham o pode de lavar a dor que vai no coração!

Também creio no tempo, que tem um poder imenso para cicatrizar feridas abertas. Tenho feito dele meu grande aliado, e vou vivendo um dia de cada vez, com calma, sem me cobrar tanto e deixando preocupações desnecessárias de lado!

E como dizem por aí que o show deve continuar, a vida também deve prosseguir, porém de forma diferente a meu ver. Devemos amar mais, abraçar mais, beijar mais, perdoar mais, sorrir mais, ou seja, temos que gastar nosso precioso tempo com coisas que realmente valham a pena!

Com coisas relevantes.

Porque é como diz Ana Vilela, muito sabiamente, em sua música Trem Bala:

“Segura teu filho no colo

Sorria e abraça os teus pais enquanto estão aqui

Que a vida é trem-bala parceiro

E a gente é só passageiro prestes a partir...”

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social

©2018 Castellani Terapia Holística harmonizada por Universo Expandido